bonsai kai

PG INICIAL

      

Identificação:

     
Nome PopularEspéciesub-espéciesFamíliaOrigemAltura
(em ambiente natural)
SHIMPAKUJuniperuschinensisCupressáceasChina25 m
      
Introdução:

Arvore originária da china e de fácil adaptação nos mais variáveis climas do mundo. Esta conífera é largamente utilizada para bonsai devido a suas folhas pequenas e a coloração avermelhada de seu tronco. Em seu país de origem pode alcançar cerca de 25 m de altura. Suas folhas podem variar seu formato de acordo com a idade, para arvores mais jovens suas folhas são geralmente mais claras e largas e quando mais adultas as folhas já possuem um formato mais compacto e escamoso que podem ser podadas facilmente com as pontas dos dedos.

 
Luz:

Escolher lugares frescos que possibilitem que o Juniperus  tome muito sol diretamente em suas agulhas. Poupá-lo do sol forte do verão, nesta época devemos colocá-lo em local onde o mesmo possa receber raios solares diretamente em suas folhas em períodos onde o sol não esteja muito forte ( antes das 10:00Hs e depois das 16:00Hs ). Isso pode ser conseguido colocando-a em uma sacada com cobertura, sob outras árvores ou mesmo dentro de casa próxima a uma janela em local arejado. Suas agulhas mais internas tem a tendência a se queimarem no inverno, retire-as pois estas atrapalham a ventilação e a insolação das agulhas saudáveis.

 
Rega:

Na primavera somente regar o Shimpaku quando a superfície da terra estiver seca. Normalmente em temperaturas altas ( acima de 23 oC ) é necessário regar todos os dias. Reduzir a rega quando começar a chegar as estações de frio. No inverno o consumo de água é moderado, tome cuidado para não exagerar, umidade constante no tronco e raízes favorece o surgimento de fungos ( Pó Branco ), estes podem até ocasionar a morte do bonsai se não forem tratados. Para evitar problemas com muita umidade é aconselhável  regar com moderação  e usar uma mistura de solo arenosa.  A Maneira correta de regar um bonsai é fazer com que toda a terra que esta no vaso se umedeça. Para isso coloque água distribuindo em toda a área da superfície até que esta saia pelos orifícios do fundo do vaso.

 
Adubação:

Os adubos mais indicados para o shimpaku é o orgânico de decomposição lenta. Este deverá ser aplicado desde a primavera até o outono. Os adubos mais indicados são os ricos em Nitrogênio. Como sugestão, escolha traços de proporção de N-P-K ( Nitrogênio – Fósforo – Potássio ) na ordem de 10-10-10 ou 10-05-10. Não esqueça que no mínimo uma vez por ano é necessário a Adubação com micro nutrientes ( Ca {Cálcio}, Mg {Magnésio}, S {Enxofre}, B {Boro}, Cl, Cu, Co, Fe....). Nunca adube plantas doentes ou recém transplantadas .

Sugestão para adubação: (Os adubos sugeridos aqui fazem parte do Kit anual de adubação da Bonsai Kai disponível para venda):

AGENDA ANUAL

Janeiro

QG

Julho

Não adubar

Fevereiro

Não adubar

Agosto

Não adubar

Março

FO

Setembro

QG + TM

Abril

TM

Outubro

TM

Maio

TM

Novembro

TM

Junho

G

Dezembro

Não adubar

QG - Adubo químico de liberação gradual
TM - Torta de Mamona ( Adubo orgânico )
FO - Farinha de Osso ( Adubo orgânico )
G - Galinaça ( Adubo orgânico )
Troca de Terra:

Deve-se providenciar a troca da terra do Shimpaku a cada três anos, no final do inverno, cortando-se ao máximo um terço das raízes, eliminando as raízes mais velhas e grossas. Nunca lavar as raízes e proteger borrifando suas folhas constantemente até três meses após seu transplante. A mistura aconselhada é de 20% de Argila, 60 % areia e 20% (Opcional) de  terra adubada de boa procedência.

 
Poda:

A Arte bonsai procura, como inspiração, buscar formas existentes na natureza. Essa busca nos leva a um espectro riquíssimo de texturas, formas e cores, tornando nosso hobby um dos mais interessantes e criativos. O objetivo da prática do bonsai ( cultivo de arvores em vaso ), não é apenas mente-los vivos, mas cada vez mais bonitos. Para isso é necessário que se façam podas regulares para se manter a forma de “mini árvore”. Podar é estilizar a formação de uma árvore.  Com a poda, eliminamos os ramos defeituosos ou os ramos desnecessários. Para podar devemos utilizar ferramentas adequadas, como tesouras afiadas e para galhos maiores alicates de corte côncavo, que fazem cortes limpos, precisos e de fácil cicatrização. Quando as feridas da poda são de grande tamanho ( maior que o tamanho do diâmetro de um cigarro ) é conveniente cobri-las com pasta de selagem para garantir sua perfeita cicatrização. Pode-se usar clara de ovo ou tinta PVA.
Poda de Agulhas: Após o inverno até o outono é necessário retirar as agulhas ressecadas ( puxando-as com os dedos) e sempre que a silhueta de sua árvore for prejudicada pelo crescimento desorganizado das agulhas, principalmente na primavera e verão, pode-a sem medo. A poda de agulhas velhas favorece a brotação de novas agulhas com coloração mais viva, alem disso as novas agulhas realizam a fotossíntese com mais eficiência.

 
Aramagem:
      

A utilização dos arames na estilização de um bonsai pode ser usado para:
1.Corrigir a inclinação de ramos, permitindo utilizar ramos que de outra maneira teríamos que podar.
De certo modo os arames provocarão o efeito do peso dos grandes galhos nas árvores, inclinando-os para baixo.
2.Direcionar o crescimento de um galho numa direção em que a copa do bonsai se encontra vazia.
3.Direcionar o crescimento de um galho para a formação de uma copa triangular.

Tempo de permanência dos aramesMelhor Época para Aramação
Oito mesesOutono

De maneira geral o arame deve ser travado no tronco, travando-o, depois nos ramos sem apertar demais para não deixar marca na casca do bonsai. O ideal é que o arame fique relativamente frouxo. Como os ramos engrossam devido ao seu crescimento, devemos tirar o arame antes que se crave na casca. Pode-se usar qualquer arame, preferivelmente o arame de alumínio, que é mais flexível e resistente. A grossura do arame dependerá da força necessária para se vergar o ramo.

 
Informações adicionais:
Temperatura AgradávelVentoVaporizaçãoRitmo de CrescimentoVasoFreqüência de
troca da terra
Prefere FrioSuportamEm dias de calor.RegularProfundoTrês Anos
 
Doenças e Pragas mais comuns:

No geral o Shimpaku são bem resistentes. Pode ocorrer fungos que devem ser tratados com a moderação na rega, retirada com uma escova e fungicida. A BONSAI KAI possui Defensivos adequados, Pronto Socorro e até Hospital para sua segurança.

ÉPOCAS ADEQUADAS PARA TRATAMENTO

TratamentoVERÃOOUTONOINVERNOPRIMAVERA
REGAXXXXXXXX
ADUBAÇÃOPoucoSimNãoSim
TRANSPLANTAÇÃONãoNãoNãoSim
PODAAgulhasNãoEstruturalNão
ARAMAÇÃONãoInicioàFim